Cancun

Cancun é incrível e tem muita opção de passeios. Recomendo uma estadia mínima de 7 noites. Fiquei lá somente 5, mas por isso deixei de visitar muitos lugares que eu queria.

HOTELARIA

Pense num algarismo 7. O mapa da zona hoteleira de Cancun é basicamente isso. O vértice do 7 é onde fica a área das boates e restaurantes agitados. O Boulevard Kukulcan é basicamente o endereço de todos os hotéis bem localizados da cidade. Quanto mais perto do vértice, mais calmo é o mar. Quanto mais “pra baixo”, mais agitado ele fica. O ideal é até o km 13… embora tenha hotéis muito bons lá pelo km 15 ou 16. Mas são mais afastados.

A maioria dos hotéis oferece a opção All Inclusive, onde todas as comidas e bebidas estão inclusas. Porém existem alguns que não oferecem nem café da manhã. Na hora da reserva, atente-se a isso. A diferença de preço entre eles é muito grande.

COMO CHEGAR

As cias aéreas ideais são a Copa Airlines (via Panamá), a LAN (via Santiago), a Aeroméxico (via Cidade do México) e a Avianca (via Bogotá). São as rotas mais curtas, e com as conexões mais rápidas. Além do que não precisa de visto americano, e não tem que “subir” até os EUA pra depois “descer”.

O aeroporto de lá é meio confuso e todas as malas provenientes do Panamá ou da Colômbia são revistadas por cães farejadores, e por isso demoram uma eternidade para chegarem nas esteiras. Mas isso é super comum lá!

TRANSPORTE

Do aeroporto para o hotel, recomendo um transfer. Já fechar com antecedência vale muito a pena! Os táxis lá não são baratos…

Para se locomover dentro da cidade, existem vários ônibus super baratos e rápidos, 24 horas. Durante o dia, a frequência é maior, mas a noite se pode esperar até 20 minutos por um. Mas todo mundo anda de ônibus, é seguro e fácil!

QUANDO IR

Cancun é quente o ano todo! De junho a novembro é considerada época de furacões, piorando nos meses de outubro e novembro, quando há maior possibilidade de chuvas. Já há alguns anos que não tem ocorrido nada grave, mas devemos informar que há a possibilidade.

O QUE FAZER

Como disse acima, fiz menos passeios do que gostaria, mas vou falar aqui sobre cada um deles:

1) CHICHEN-ITZÁ COM CENOTE HUBIKU: Este é o passeio que eu mais recomendo fechar com agências. O guia lá é essencial! Fomos primeiro a uma espécie de complexo com o Cenote Hubiku e o “Museu da Tequila Don Tadeo”, que na verdade não passa de uma loja com degustação de vários licores e tequilas fabricados ali. Um Cenote é uma piscina natural, muito comum e facilmente encontrada nessa região da Riviera Maya. Neste Cenote que fomos (Hubiku) o mergulho é permitido e a água muito fria. Mas que paisagem!! Lindo!!

De lá, almoçamos em uma tribo indígena, com um show folclórico (daqueles que são só pra ‘turistão’ mesmo, rsrs) e fomos direto a Chichen Itzá, sítio arqueológico Maia, considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. A pirâmide de Kukulcán foi eleita uma das 7 maravilhas do mundo atual. É incrível ver a inteligência dos Maias. Os guias entendem tudo dessa cultura e passam pra gente com uma precisão de detalhes, que é uma verdadeira e maravilhosa aula de história.

Pirâmide de Kukulcán - Tudo bolado estrategicamente nos mínimos detalhes pelos maias.
Pirâmide de Kukulcán – Tudo bolado estrategicamente nos mínimos detalhes pelos maias.
Cenote Hubiku
Cenote Hubiku
Don Tadeo
Degustação de tequilas e licores no “Museo del Tequila Don Tadeo”

2) ISLA MUJERES

Para quem quer nadar com golfinhos, este é o melhor lugar. Tem 3 tipos de nados, com diferentes tipos de interação com os golfinhos. Fizemos o mais completo!

Há a opção só do nado (Dolphin Discovery) com tempo livre para uma volta pelo centro da Ilha, e a opção do Dolphin Discovery com Garrafón Ecopark. Eu, que não fui para nenhum dos outros parques famosos de Cancun (os famosos 3 X: Xcaret, Xplor e Xel-há), escolhi o pacote “Dolphin Royal Swim com Garrafón Ecopark” . Fiz tiroleza, nadei com snorkel, aproveitei as jacuzzis da área vip (optando por este pacote mais completo, se tem direito à área vip nos 2 “parques”), almocei e bebi muitas margueritas e cheladas. Vocês sabem o que é chelada? ou michelada? Em restaurante mexicano, sempre existe esta opção. A Michelada é cerveja ou chopp com um sumo de limão e tabasco, além do sal na borda. A Chelada é a mesma coisa, mas sem o tabasco. Hummmm, uma delícia!! Até o barco que leva para a ilha tem bebida liberada. Pra quem gosta (tipo eu), não precisa perder tempo… Rsrsrs

Isla Mujeres
Isla Mujeres
Durante o nado com os golfinhos, antes da interação. Dolphin Discovery
Durante o nado com os golfinhos, antes da interação. Dolphin Discovery
Garrafón Ecopark
Garrafón Ecopark

3) PLAYA DEL CARMEN COM TULUM

Neste dia aproveitamos para conhecer estes 2 lugares que queríamos muito. Também pagamos o passeio fechado. É possível alugar carro para ter maior flexibilidade de horários para aproveitar cada um deles. Aliás, recomendo a quem puder, ficar umas 2 ou 3 noites em Playa del Carmen.

Fomos primeiro a Tulum e, como em Chichen Itzá, é muito bom ter a presença de um guia. Outra aula maravilhosa de história, em meio às ruínas do Parque Nacional.

Há uma ou duas praias “dentro” do Parque, porém a maré estava alta e os acessos estavam fechados. Depois da “aula”, há um tempo livre e eu recomendo sair do parque para acessar a praia pública. Muito lindo lá!!

À tarde, fomos para Playa del Carmen. Cidade pequena e fofa estilo Búzios, no Rio de Janeiro. Sua 5ª Avenida lembra a Rua das Pedras, porém com lojas famosas mundialmente.

As ruínas junto ao mar de Tulum
As ruínas junto ao mar de Tulum
Tulum
Tulum
Playa del Carmen
Playa del Carmen

ATRAÇÕES NOTURNAS

A cidade conta com vários bares e boates super animados, e eles ficam todos concentrados em uma só área, no vértice do 7, como explicado lá em cima! Vou citar os que eu fui e falar um pouco sobre cada um:

Coco Bongo:  É a boate mais famosa de Cancun! O ingresso de pista custa US$ 70 e tem bebida liberada. O camarote custa quase o dobro e tem uma área separada e algumas outras bebidas diferenciadas. Eu fui de pista mesmo e adorei! A casa conta com 25 shows performáticos diariamente. A faixa etária é bem eclética, mas a grande maioria de jovens (20 a 35 anos).

Señor Frogs: É um bar com pista de dança e música alta, em frente ao Coco Bongo. Normalmente paga só o que consumir. Aos domingos e às quartas, tem festas fechadas, com banho de espuma (Foam Party) e tintas (Glow Party). Você compra o ingresso e ganha uma camiseta, e tem direito a bebida liberada. Essas festas me pareceram para um público mais novo (18 a 25 anos). Fui em um sábado, só pra tomar um drink e conhecer o lugar.

Carlos n’ Charlie’s: Muito legal! Nunca vi garçons tão empolgados em nenhum outro lugar do mundo. Eles, em uma determinada hora, saem do bar e ficam na porta fazendo passinhos de dança e atraindo e divertindo as pessoas que estão na fila do Coco Bongo. Achei uma ótima opção de bar. Astral muito bom!

Noite no Coco Bongo, em plena segunda-feira.
Noite no Coco Bongo, em plena segunda-feira.
A noite de Cancun
A noite de Cancun
Os garçons do Carlos n Charlie's fazendo passinhos de dança no meio da rua.
Os garçons do Carlos n Charlie’s fazendo passinhos de dança no meio da rua.

Espero que tenham gostado e aproveitem as dicas! Amei essa viagem!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *